Provavelmente você já definiu qual ramo vai seguir e já encontrou bons fornecedores. Mas qual quantidade ideal comprar para começar a vender online?

Especialistas em e-commerces sugerem que para começar, o ideal não é obter uma variedade grande de mercadorias para montar seu estoque inicial, e sim focar na quantidade.

Ou seja, o mais indicado para quem está começando é escolher de 3 a 5 produtos apenas, e adquirir um bom estoque deles.

Isso porque na maioria das vezes a maior parte das pessoas vão chegar até sua loja online interessadas em um produto específico que desejam adquirir.

Você deve saber que os consumidores que compram online, normalmente, fazem uma pesquisa usando palavras-chave, como por exemplo, “fone de ouvido sem fio” em um buscador como o do Google, e se esse produto está cadastrado em seu e-commerce provavelmente poderá aparecer nos resultados orgânicos desta pesquisa, fazendo com que o cliente o encontre.

Isso também acontece em buscadores verticais como a Vittrin Roupas Online. Nele, o usuário pode procurar a roupa que deseja e ser redirecionado para a loja virtual que está oferecendo o produto encontrado. Um buscador vertical aloca o estoque de diversas lojas em um único lugar, facilitando assim a pesquisa por um determinado nicho.

Outra alternativa é investir em campanhas patrocinadas, onde o cliente pode chegar até seu produto por um anúncio pago também digitando palavras-chave.

Sendo assim, até os clientes começarem a conhecer sua loja online, e despertarem o hábito de entrarem diretamente nela para conferirem as novidades, não gaste dinheiro com uma quantidade enorme de variedades. Isso vai garantir que o crescimento do seu negócio e da seu estoque ocorra gradualmente conforme o volume de vendas e do retorno financeiro.

Preparando o estoque para receber as vendas


Quando iniciar as vendas, seu o estoque deve ter um boa quantidade de produtos para poder atender a demanda e, dependendo do volume de pedidos que receber, não correr o risco de esgotamento do produto.

Adote práticas de reposição de mercadorias para que seu estoque não fique sem os produtos que mais vendem, pois se isso acontecer, pode prejudicar a reputação de seu negócio online e, na maioria das vezes, esse cliente que ficou sem a mercadoria não voltará mais.

Então, para aprender a fazer um controle de estoque continue acompanhando no próximo tópico.

Dicas para controlar o fluxo de estoque da sua loja online


Fazer um controle de estoque é uma tarefa essencial para manter seu e-commerce funcionando. Além de te ajudar a manter o espaço físico mais organizado, também é fundamental para garantir a quantidade de produtos necessários para o seu negócio rodar por um determinado período de tempo.

Siga essas dicas valiosas para controlar seu estoque de forma simples.

1 – Mantenha o estoque organizado


Controle cada item que entra ou sai do seu estoque. Ou seja, todas as movimentações que acontecem no estoque devem ser registradas. Esses registros podem ser feitos em uma planilha, ou então em um sistema de gestão online integrado com o seu e-commerce.

Além de fazer os registros, também existem outras tarefas importantes para manter o estoque organizado, veja:

– Cadastre todos os produtos com códigos de referência;
– Categorize os produtos por tipo, tamanho, cor etc;
– Faça um inventário periodicamente;
– Não deixe as mercadorias esgotarem;
– Defina a quantidade mínima e a máxima ideal que se deve ter, para cada mercadoria do seu estoque.

2 – Encontre bons fornecedores


Ter fornecedores de confiança e que não te deixam na mão é fundamental. Quando fechar parceria com algum fornecedor certifique-se dos prazos de produção. Além disso, conheça bem todos os processos desde o pagamento, logística e prazo de entrega para não passar apuros quando precisar comprar mercadorias para reposição.

3 – Faça um planejamento de compras


Para saber quando comprar é preciso estar atento às suas vendas, ou seja, nas saídas das mercadorias. Então crie uma rotina de compras baseada no fluxo de vendas e faça um planejamento semanal ou mensal para fazer as solicitações junto aos fornecedores.

Fique atento também nas sazonalidades e datas comemorativas para se antecipar a alta ou baixa demanda dos produtos. Essas datas podem fazer com que você precise aumentar ou diminuir os pedidos junto aos seus fornecedores.

4 – Mantenha o controle das vendas, estoque e compras sempre sincronizados


Todos esses setores do negócio devem trabalhar totalmente integrados. Isso evita que um produto esteja como disponível em sua loja online, mas na verdade está esgotado no seu estoque, ocasionando um grande descontentamento por parte do seu cliente.

Sendo assim, para evitar complicações, mantenha um controle sobre tudo o que já vendeu fazendo a baixa no estoque para que o setor de compras possa solicitar a reposição junto aos fornecedores sempre que necessário.

Passo a passo da logística de um e-commerce


A logística é um conjunto de processos que englobam e organizam as vendas e até a entrega dos produtos vendidos em uma loja online.

São muitas as tarefas desse processo e elas fazem parte da logística de um e-commerce: seleção de fornecedores, recebimento de mercadorias, armazenagem, controle de estoque e compras, preparação de pedidos, embalagem, documentação, gerenciamento de entregas, pós vendas, entre outras.

Sendo assim, se seu objetivo é oferecer uma excelente experiência para seus clientes, você deve investir seu tempo elaborando um processo de logística para seu e-commerce.

Para criar um processo de logística que funcione, fazendo com que a mercadoria chegue ao seu comprador com agilidade, conheça as principais etapas.

Etapa 1 – Quando o consumidor clica em comprar e efetua o pagamento do pedido, normalmente, um e-mail é enviado para o cliente com o aviso de pedido recebido e prazos para a entrega.

Etapa 2 – É o momento que você ou a equipe de logística começa a trabalhar e preparar o item para envio. Dê baixa no estoque e registe a saída da mercadoria.

Etapa 3 – É preciso cuidar da documentação e emissão da nota fiscal do pedido.

Etapa 4 – Hora de embalar a mercadoria. Esta etapa é importante para que o produto chegue em perfeitas condições ao destinatário. Sendo assim, é necessário investir em embalagens resistentes.

Etapa 5 – Entregue o produto para a empresa responsável pelo envio. Após isso, é preciso acompanhar e rastrear o pedido para saber se chegou no prazo estipulado.

Etapa 6 – Entre em contato com o cliente para confirmar se a encomenda chegou corretamente e certifique se que tudo correu bem.

Também é preciso cuidar das devoluções e solicitações de troca.

Lembre-se que essas são as etapas principais da logística de um e-commerce, portanto, cada modelo de negócio pode necessitar adicionar mais algumas etapas para finalizar um processo mais adequado e eficaz.

Como fazer a entrega dos produtos vendidos


A entrega dos produtos é um dos fatores que podem ser o diferencial para seu e-commerce. Ao vender online você deve buscar oferecer para aos clientes entregas rápidas e com qualidade.

Um dos principais cuidados que se deve ter sobre a qualidade das entregas é garantir que a mercadoria chegue em perfeitas condições ao destinatário.

Nada mais frustrante do que receber um produto e notar que ele foi danificado no transporte não é mesmo? E para evitar esse tipo de situação com seus clientes investir em embalagens resistentes é essencial. Isso além de contribuir para uma boa experiência do cliente, ainda evita transtornos e prejuízos para seu negócio.

Outro ponto importante é que para atender a todo o território nacional será preciso contratar um serviço de transporte que atenda esse tipo demanda.

A principal alternativa quando se fala em transporte de encomendas é utilizar os serviços dos Correios.

Eles possuem condições especiais para empresas e oferecem melhores preços e prazos, outra facilidade é que as encomendas são coletadas diretamente na sua empresa, para que você não precise ir até uma agência levá-las.

Além dessas comodidades você ainda pode optar por diferentes modalidades de entregas, como:

– PAC – serviço de entrega econômica para todo o Brasil;
– e-Sedex – serviço de entrega expressa específico para produtos adquiridos (via internet);
– Sedex – serviço de entrega expressa para todo o território nacional.
Mas fique atento, pois com o crescimento do mercado existem outras opções de envio, como por exemplo, empresas terceirizadas especializadas nesse tipo de entrega como as transportadoras.

Basta fazer uma pesquisa na internet para encontrar uma próxima a sua empresa, daí é só entender como funcionam seus prazos e preços para fechar uma boa parceria.

Existem muitas vantagens em contratar uma transportadora para fazer suas entregas, elas são especializadas em logística, e oferecem maior segurança no transporte dos produtos, além de não ter o risco das paralisações e greves.

Agora que você já sabe como fazer uma gestão eficiente do seu estoque e da sua logística de entregas, vamos conhecer uma forma de trabalhar vendendo online sem investir nada em estoque. Acompanhe!

O que é Dropshipping?


O Drop Shipping basicamente é uma estratégia de logística onde o revendedor não adquire um estoque, ou seja, ele vende os produtos que estão no estoque do fornecedor.

Esse método funciona da seguinte forma, o revendedor anuncia os produtos do fornecedor em uma plataforma online como por exemplo um e-commerce ou marketplace (Plataforma compartilhada para revenda de produtos). Se a mercadoria for vendida, o vendedor efetua o pedido junto ao fornecedor e manda ele entregar diretamente no endereço do cliente.

As vantagens de trabalhar com o Dropshipping são:

Investimento muito baixo, já que não será necessário adquirir um estoque das mercadorias;
Sem necessidade de estrutura física;
Não existe a preocupação em fazer a logística de envio, pois o próprio fornecedor fará isso.
Mas fique atento, é necessário encontrar fornecedores confiáveis para garantir a qualidade desse processo. Além disso, é indispensável criar e disponibilizar canais de atendimento como e-mail, chats, WhatsApp ou Redes Sociais para que o cliente possa comunicar caso tenha algum problema com o produto ou entrega.